A Vida Sentimental da Mulher

A Vida Sentimental da Mulher




        Textos base: O sentimento sadio é vida para o corpo,
(Provérbios 14.30ª)


Sentimento: Ato ou efeito de sentir (-se); sensibilidade; disposição afetiva em relação a coisas de ordem moral ou intelectual. (FERREIRA, 1993)

        Os sentimentos são, por diversas vezes, relacionados ao coração. Mas o efeito de sentir é percebido através dos órgãos de sentido (olhos – visão; língua – paladar; ouvidos – audição; nariz – olfato; e pele – tato). E a resposta para as sensações percebidas por esses órgãos vem do cérebro. Logo, o órgão responsável pelos sentimentos não é o coração, e sim o cérebro. O coração é usado apenas como figura de linguagem.
        Se os sentimentos estão relacionados ao cérebro, é possível controlá-los. O neurocientista português Damásio estabeleceu uma relação entre razão e emoções, afirmando que a junção das duas nos ajuda a tomar melhores decisões. É graças à conexão desses dois conceitos que conseguimos viver em sociedade.
        Outra vertente explica eu os sentimentos estão vinculados à dinâmica cerebral e determinam de que forma uma pessoa reage diante os mais diversos acontecimentos. Mas o que a Bíblia nos fala sobre sentimento?

Sentimentos na Bíblia
        A Bíblia nos relata diversos sentimentos, como amor, ódio, inveja, amizade. Na verdade, a Bíblia fala de todos os sentimentos. Mas vamos nos ater ao amor:

- de Deus para os homens: Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Único para que todos os que nEle creem tenham vida eterna (João 3.16)
        O sentimento de Deus para os homens é de amor sem preço. Ele não pede nada em troca. Não tem condições. Ele simplesmente nos ama. Isso não quer dizer que Ele não nos castigue, porque da forma que uma pai corrige seu filho, Deus nos corrige, para nos afastar dos caminhos da morte. Além disso, Deus é justo. Se alguém planta injustiça, crueldade, ódio, vai colher injustiça, crueldade e ódio. Não é falta do amor de Deus, mas resultado de uma vida longe desse amor.

- dos homens para Deus: amar a Deus sobre todas as coisas (Êxodo 20.3; Mateus 22.37).
        Amar a Deus com todo o coração, toda a alma e toda a mente é o maior mandamento que existe. Quem ama a Deus de verdade cumpre todos os requisitos, porque graças ao amor que tem por Deus, ama seu próximo, prega, testifica da Palavra, se mantém longe do pecado, apresenta testemunho fiel, permanece com as vestes brancas. Quem ama Deus se entristece com a injustiça, com o pecado, com a falta de amor, com intrigas. Toma suas decisões baseado na Espírito Santo, e não vacila.

- dos homens para os homens: Ame aos outros como você ama a si mesmo (Mateus 22.39b)
        Antes de amar os outros precisamos nos amar. Quem não se ama, não pode amar o próximo.
        Existem pessoas que projetam o amor em outras. Elas são dependentes de que alguém as ame, para terem alguma confiança. Isso não é vontade de Deus! Deus é a favor do romance, do casamento, sim. Mas não é a favor da dependência de outro ser humano. Nós dependemos somente do amor de Deus! Ninguém precisa de uma outra pessoa para a valorizar. É só lembrar de tudo o que Deus fez: nos criou com suas próprias mãos, nos deu o sopro de vida; enviou Jesus para morrer por cada um de nós, tirou nossos pecados! Não obstante, enviou o seu Espírito Santo para habitar em nós. Deus nos estima muito, e por isso precisamos nos amar. Quando nos amamos, somos capazes de amar alguém. Quando reconhecemos nosso valor, podemos também reconhecer o valor do próximo.

- do homem para a mulher: Por isso o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa (Gênesis 2.24).

        A Bíblia aprova o romance abertamente. Há não apenas versos como livros inteiros falando sobre o romance, sobre o amor entre homem e mulher.

Características Do Romance Conforme A Bíblia

        O relacionamento defendido por Deus não é similar ao que vemos no mundo. O amor entre homem e mulher representa o de Cristo por sua noiva.
        - o amado não é obrigado a responder, mas deseja responder com prontidão ao amor oferecido;
        - o amado enfoca mais em suas responsabilidades do que em seus privilégios;
        - o amado está sempre consciente do que fazer para demonstrar seu amor, e não se baseia em necessidades egoístas;
        - admiração sincera deve ser dividida e compartilhada;
        - diferenças entre homem e mulher devem ser reconhecidas.
O romance ultrapassa a necessidade do amante a fim de ministrar ao amado, e se consolida com o casamento, que é perfeito quando estabelece compromisso do homem com a mulher por toda a vida. O casamento é um compromisso de aliança que não é superado por nenhum outro tipo de relacionamento humano. O laço entre o casal representa a disposição de ambos em abandonar antigos compromissos, estilos de vida e objetivos individuais em favor da união, não apenas de amor, mas também fidelidade e amizade.

Como Encontrar O Amor Descrito Na Bíblia?

        Muitas pessoas acham que o amor entre homem e mulher descrito na Bíblia é pura utopia. As pessoas que têm seus corações nesse mundo realmente pensam assim. Mas para quem acredita em Deus, os exemplos bíblicos são realidade.

1-   Não se desespere!
Esperei com paciência pela ajuda de Deus, O senhor. Ele me escutou e ouviu meu pedido de socorro (Salmos 40.1)

        Muitas mulheres entram em relacionamentos ruins porque se desesperam. Às vezes, até os próprios irmãos da igreja ajudam: zombam das solteiras, se a mulher já tem uma certa idade perguntam se ela não vai casar, se vai ficar pra titia; às vezes fazem pressão para um e outro começarem a namorar, e por aí vai. A mulher fica sensível, abalada, e acaba concordando com o que dizem. Aí, aparece um qualquer, e ela já acha que o príncipe encantado.
        Há tempo para todas as coisas debaixo do sol. Há tempo para namorar e casar. Precisamos ser pacientes! As coisas vão acontecer no seu tempo. Se nos precipitamos, quem arca com os problemas somos nós mesmos. Mulheres, a precipitação leva a escolha ruins. Não se deixem influenciar pelas colegas da escola, pelas outras mulheres. O propósito que Deus tem pra você é pra você somente e mais ninguém.

2-   Ore.
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças (Filipenses 4:6)

        A falta de paciência leva a escolhas ruins. A mulher conhece um carinha, acha que se apaixona, e quando se dá por conta, já está envolvida. Mas a falta de oração leva a consequências piores.
        São poucos os homens que oram para casarem com uma mulhr de Deus. Se a mulher também não orar, que casamento será esse?
        Se a mulher não ora, se apaixona por qualquer um. Geralmente, esse “um” não é cristão verdadeiro. Então...

“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” (2 Coríntios 6:14)

        Hoje em dia orar antes de começar um relacionamento é visto como algo ultrapassado. A sociedade ri desse conceito. Mas não se esqueça de que a sociedade também questiona a família instituída por Deus, defende o aborto, a prostituição. O que realmente importa? O que Deus quer para você ou que a sociedade quer para você?
        O casamento para Deus é muito importante, é um laço que não deve ser quebrado. Se você casar com alguém levada apenas pela emoção, sem ter a confirmação de Deus, você pode ter sérios problemas. O que fazer se ele te bater? Se te trair? Se for embora? Se te contaminar com alguma doença? Eu sei que teremos aflições na vida, mas algumas podem ser evitadas! É necessário ter paciência e perseverar em oração. Deus nos atenderá no tempo certo!

3-   Guarde-se.
Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida. (Provérbios 4:23)

        Mas, além de orar, precisamos também vigiar para não anularmos a nossa oração. Não adianta nada acordar de madrugada, ir para os cultos de oração, intercessão, passar o dia cantando louvores, e nos alimentar com o que não presta. Lembrem-se: sentimentos são percebidos através dos sentidos, pelos órgãos. O que vemos, ouvimos, provamos, enfim, estimula nossos sentimentos. E o sentido mais poderoso é o da visão. Então, não vale nada orarmos, orarmos, e assistirmos às novelas da globo, ou programas similares. Porque estamos pedindo ao Senhor, mas não estamos nos guardando. Nosso cérebro está sendo alimentado com o que não presta, e o cérebro comanda o sentimento. Você ora para encontrar um homem de Deus mas sente que pode ficar com o vizinho, que é bacana. Sente que não tem problema fazer sexo sem estar casada. E talvez a sua amiga realmente te entenda melhor que os homens – Ela é mais gentil, sensível, não deixa a tampa do vaso levantada. E aí você vai se enchendo com esses sentimentos, vai alimentando-os dia a dia. E quando você se der conta, sua bênção já passou.

4-   Controle seus sentimentos
O sentimento sadio é vida para o corpo, (Provérbios 14.30ª)

        Os sentimentos são controlados pela razão. Nem a nossa fé é irracional. O amor não é irracional. A ira não é irracional. Se assim fosse, faríamos loucuras em nossos ataques de ira, de ciúme. Os sentimentos podem ser controlados.
        Se pensamos que ‘não vamos com a cara de alguém’, não vamos mesmo, porque pensamos nisso. Condicionamos nossa mente a não gostar dessa pessoa. ‘Não tirar alguém da cabeça’ segue o mesmo conceito. Não sai da cabeça porque a gente não para de pensar! Que tal renovar o pensamento com atividades novas, recreativas, evangelísticas?

         Já Sou Casada. E Agora?

        O termo “pau que nasce torto nunca se endireita” não é bíblico. Sempre existe saída para aqueles que servem a Deus. Não é impossível mudar um casamento amaldiçoado em um casamento abençoado, pois para Deus nada é impossível. Mas para isso acontecer, é necessário observar algumas coisas:

1-   Ter sabedoria
A mulher sábia edifica sua casa. (Provérbios 14.1ª)

        Sabedoria é indispensável para que a mulher tem um lar pacífico e próspero. Somente através da sabedoria a mulher pode perceber se há algo errado, e o que está errado. Sendo sábia, a mulher mantém a harmonia com o marido, os filhos, noras, genros. E basta pedir a Deus por sabedoria, que Ele dá.
        Através da sabedoria, a mulher saberá como resolver um problema com os filhos sem deixar o marido de lado ou desfavorecê-lo; saberá como lidar com as finanças do casal; como evitar que a comunicação deixe de existir, não acumulando raiva ou ira; saberá fugir das tentações; saberá fugir do isolamento, resultado de pouca valorização ou atenção.

2-   Entender Os Papéis De Cada Um

        No casamento, cada um tem seus papéis. Se o homem não é cristão, ou não cumpre seus papeís, a mulher deve abençoa-lo ao manter-se fiel às funções que Deus lhe designou. Quando esses papéis são ignorados ou reformulados, o plano de Deus deixa de ser seguido; logo, o fracasso é iminente. Se os princípios de Deus são violados, a unidade, a paz e o contentamento dão lugar a um lar dividido. Eis os princípios de Deus:

        - o homem é o provedor, protetor e líder, sem cometer abuso         ou ser tirano (Gn 2.15-17; Ef 5.21-33);
        - a mulher é auxiliadora, consoladora, encorajadora,      companheira (Gn 2.18; Gn 24.67; Pv 21.12, 26; Gn 2.18)

        Quando o casal entrega suas expectativas a Deus, a paz reina em seu lar. Se o seu marido não age conforme um cristão, não desanime! Cumpra o seu papel, e ganhe seu marido pelo seu testemunho. Ele verá a mudança em você, verá o agir de Deus na sua vida. Não desista de seu marido nem de seu casamento! Tenha pensamentos positivos para com ele, e alimente-se do que é bom. Assim seu lar será abençoado!

3-   Não Faça Da Sua Vida Uma Novela
Vai tudo bem contigo, com teu marido, com o menino? Ela respondeu: Tudo bem. (2 Reis 4.26)

        Esse é um diálogo entre uma mulher sunamita e Geazi, ajudante de Eliseu. Eliseu profetizou que ela teria um filho, ela não tinha pedido filho nenhum, mas teve um filho, e ele morreu. Ela foi procurar por Eliseu, para falar com ele. Geazi a encontra pelo caminho e ela diz que tudo vai bem. Ela poderia ter falado que o filho morreu, que não conseguiu lavar roupa porque fiou sem água, que o marido chegou de madrugada de novo, que a Light cortou a luz, que a filha postou fotos sensuais, que o salário já acabou, que o marido não dá mais conta do recado...
        Tem gente que conta sua vida para todo mundo! Nada é segredo, nada é familiar! Briga com o marido, posta no face: ‘chatiada’. Todo mundo já sabe – fulana brigou com o marido.
        É verdade que a gente precisa desabafar, mas procure alguém que possa te ajudar de verdade! O facebook só vai espalhar a fofoca mais rápido. Fale com Deus. Se você sentir que precisa falar om alguém, peça a Ele para te mostrar quem. Sua mãe, seu pastor, alguém em quem você possa confiar, e que sabe que vai te dar um conselho imparcial. Se a sua mãe não gosta do seu marido não vá falar com ela!
        A sunamita foi direto no profeta. Era ela quem podia resolver o problema dela. Então vá em quem possa te ajudar! E não divulgue sua vida! Se o seu marido é muito bom, pra que você vai comentar? Despertar o interesse alheio? Guarda pra você, ele é seu!

        Se a mulher deseja ter um relacionamento abençoado, conforme o padrão de Deus, ela precisa dedicar sua vida sentimental ao Senhor. Não é impossível alcançar a felicidade seguindo esses passos, pois foram dados por Deus: ser paciente, não duvidando da promessa de Deus, não se deixando influenciar pelas circunstancias e pessoas; ter fé, orar com a certeza de que Deus nos ouve, e pedir pela Sua vontade; guardar-se do alimento que faz mal; e submeter nossos sentimentos à nossa razão cristã; tendo sabedoria, cumprindo os papéis dados por Deus; procurando ajuda no lugar certo.

        Deus a todas abençoe!!!!!!!!






Referências:

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Minidicionário da Língua Portuguesa. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

A Bíblia da Mulher. São Paulo: Mundo Cristão, 2003.

Sentimentos e Emoções
<http://psicob.blogspot.com.br/2008/04/sentimentos-e-emoes.html> Acesso em 20 mar 2015, 11h02min

Conceito.de

<http://conceito.de/sentimento> Acesso em 20 mar 2015, 11h07min